sexta-feira, 5 de março de 2010

Confissões de um casal português.

Maria, no leito de morte, decidiu confidenciar ao
> Manoel:
> – Manoel, sabes que o nosso filho mais velho não é
> teu filho?
> Manoel, muito tranqüilo, responde:
> – Maria, isto não tem problema algum.
> Maria, muito intrigada com toda a calma do Manoel,
> indaga-lhe:
> – Escuta ó Manoel! Vê se entendes! Estou a dizer-te
> que o filho não é teu! Ó homem de Deus!
> E Manoel novamente responde:
> – Pois, pois… eu entendi, e já estava a saber, ó
> Maria.
> – Ai, Jisus! Por que raios então tu nunca falastes
> nem brigastes comigo e ficas tão tranqüilo?!?! ‘
>
> Finalmente, Manoel responde:
> – Pois… sabes ó Maria, que este filho não é
> tambaim teu filho?
> Maria rebate:
> – Como não é meu, ó homem de Deus ? Se eu carreguei
> o infeliz na minha barriga por nove meses?!
> – Maria, lembra-te quando tu estavas na meternidade e
> me pediste para trocar o menino, porque ele estava todo
> cagado?
> – Pois baim… eu o troquei por um limpinho que estava
> ao lado!

Enviado pelo amigo e colaborador João Batista Bittencourt

Nenhum comentário:

Postar um comentário