sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Querida, eu quero amá-la (rsrsrsrsrs)

Casamento, alguns anos depois…

Cheguei em casa, todo romântico, cheio de amor pra dar, entro no quarto bem
devagarinho e cochicho baixinho no ouvido da minha mulher:

- Querida, eu quero amá-la…

Minha mulher, que estava cochilando, com a voz embolada, responde:

- Sua irmã pediu A MALA emprestada. Use a mochila que está no maleiro do quarto
de visitas.

- Não é isso querida, hoje vou amar-te…

E ela:

- Por mim, você pode ir a Marte, a Júpiter, a Saturno e até à puta que o pariu,
desde que me deixe dormir em paz!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário